Publicada em 17/02/2017, às 14:09

Renato lamenta baixas, mas cita força do grupo:"Não tenho medo de nada"

Comandante mantém mistério sobre a equipe do Grêmio para encarar o São José, diante de seis baixas: Luan, Douglas, Pedro Rocha, Jael, Edílson e Beto da Silva

Renato Gaúcho Grêmio (Foto: Eduardo Deconto/GloboEsporte.com)

Respaldado – ainda mais – pela conquista do penta da Copa do Brasil, Renato Gaúcho costuma reiterar sua confiança no poderio de seu elenco para suportar os compromissos de 2017, salvo o pedido recorrente por dois "tiros" para a meia e o ataque. Ao menos, até a última semana. O treinado convive com uma série de baixas por problemas médicos que reduzem a força de seu elenco e prejudicam o trabalho neste início de ano, a ponto de fazer mistério até para o duelo contra o São José, neste domingo, pela 4ª rodada do Gauchão.

Mas não a ponto causar temor pelo futuro do Tricolor em 2017. O comandante, claro, lamenta a sina com seis baixas para a partida: Luan, Douglas, Pedro Rocha, Jael, Edílson e Beto da Silva (confira os problemas abaixo). Mas reforça sua crença nas reposições aos seis desfalques.

– Assustado, não. Mas prejudica o trabalho. Não tínhamos ninguém no departamento médico, e agora temos vários jogadores importantes entregues ao departamento médico. Até mesmo a cirurgia do Douglas. Eu não tenho medo de nada, confio no meu grupo. Mas é de se pensar. Temos vários jogos. Então fica difícil. Começa a espremer. Você bota um time em campo, daqui a pouco, um dos jogadores também pode se machucar. Espero que ninguém mais se machuque e que os lesionados voltem o mais rápido possível – afirma o treinador, na entrevista coletiva desta sexta-feira.

Leia Mais
- Everton admite que empate em Recife é um bom resultado para o Grêmio
- Grêmio se distancia da contratação de Musto, garante dirigente
- Renato se diz satisfeito com terceiro lugar geral na fase de grupos
- Renato elogia Grêmio por 4 a 0 sobre rival "frágil": "Está de bom tamanho"
- Leia mais notícias sobre Grêmio em www.futnet.com.br/gremio

Sem se "assustar" com a longa lista de desfalques, o treinador mantém o mistério sobre sua equipe para o duelo deste domingo. Além de fechar os dois últimos treinamentos no CT Luiz Carvalho, o comandante tratou de despistar a cada pergunta na entrevista coletiva e evitou dar quaisquer indícios de quem estará em campo contra o Zequinha. Em especial, sobre seu ataque: entre brincadeiras, Renato se manteve distante de confirmar a escalação de Fernandinho e Everton no setor ofensivo.

– Everton e Fernandinho estão concentrados com mais 22 jogadores. Eles têm condições de jogar como todos eles. Eu tenho que mandar fazer mais apitos... Está cheio de treinadores por aqui. É o que eu sempre falo. O jogador que está no grupo do Grêmio tem que estar preparado. Independente de quem quer que seja, ele pode começar e entrar na partida.Tem que estar preparada. A equipe já foi treinada. Está na minha cabeça – garante o treinador.

O Tricolor retoma os treinamentos, novamente com portões fechados na primeira parte, na manhã desta sexta-feira, no CT Luiz Carvalho. Depois, no sábado, tem uma última atividade. A equipe volta a campo no próximo domingo, quando encara o São José, na Arena, às 19h30, pela 4ª rodada do Campeonato Gaúcho.

Fonte: GloboEsporte
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Grêmio