Publicada em 11/01/2017, às 18:52

"Se vou ser ídolo, que seja dentro de campo, jogando bola", diz Montillo

Argentino chega ao Botafogo e promete se dedicar para honrar a camisa 7 de Garrincha. Além disso, elogia o meia Camilo, com quem já atuou no Cruzeiro

Montillo sorri ao se deparar com os alvinegros que lotaram a sede de General Severiano (Foto: Felippe Costa/GloboEsporte.com)

Com a sede de General Severiano lotada de torcedores, o meia Montillo foi apresentado nesta quarta-feira pelo Botafogo. Apesar da recepção calorosa, o argentino afirmou que ainda não se vê como um ídolo e espera corresponder à expectativa da torcida, para se tornar um dos destaques do time alvinegro dentro de campo.

- Eu sou muito agradecido aos torecdores. Mas gosto de ser ídolo dentro de campo. Sei que a minha passagem aqui no Brasil foi boa, foi muito boa no Cruzeiro, no Santos. Agradeço o carinho do torcedor, mas quero mostrar já dentro de campo. Se eu tiver que virar ídolo, que seja por jogar bola. Eu sou um cara muito simples fora de campo, nunca tive problemas com jornalista, com torcedor, com ninguém. Sou um cara que não gosta de problemas. Se vou ser ídolo do clube, que seja dentro do campo, jogando bola, que é a melhor maneira - disse o jogador.

Montillo também elogiou o meia Camilo, camisa 10 do Alvinegro, com quem já jogou no Cruzeiro. O argentino acredita que os dois poderão atuar juntos.

Leia Mais
- Após bom início, Pimpão espera o auge quando ganhar mais massa
- As estreias de Roger e Jonas pelo Botafogo
- Botafogo inicia leilão das camisas utilizadas em homenagem à Chape
- Botafogo não mostrou como Montillo e Camilo atuariam juntos, diz colunista
- Leia mais notícias sobre Botafogo em www.futnet.com.br/botafogo

- Eu trabalhei com ele por muito pouco tempo, ele era muito novo. Mas isso depende do treinador, do que ele pensa, do que o Jair pensou para o time. Eu não tenho problema de jogar com ninguém. Ele é um jogador muito bom, que está crescendo muito rápido. Então, tomara que ele continue melhorando seu futebol, porque ele é um jogador muito importante para o clube. Tomara que este ano ele possa fazer a diferença, como fez no ano passado.

O novo meio-campista do Botafogo também comemorou que irá vestir a camisa 7, que já foi de Garrincha.

- É um peso lindo. O futebol dá esses presentes, às vezes. A gente tem que ser consciente disso. Vou trabalhar para dar o meu máximo em campo, para cuidar desta camisa, que tem tanta história dentro do Brasil.

Montillo chega ao Botafogo após duas temporadas no Shandong Luneng, da China. O meia revelou que treinou durante as férias, para estar pronto o mais rapidamente possível.

- É um grande desafio, para ficar o melhor possível o mais rápido possível. Eu treinei nas férias, quase não tirei férias, porque sabia que ia ficar muito tempo parado, sem jogar. Fiz muitos trabalhos na parte física, para chegar o melhor possível na parte física. No futebol, ninguém esquece como se joga bola. A gente tem um tempinho para trabalhar. Tomara que eu possa render desde o começo.

O Botafogo estreia na Libertadores no dia 1º de fevereiro, contra o Colo Colo, no Nilton Santos. Uma semana depois, define a vaga contra os chilenos, em Santiago.

Fonte: SporTV
Clique para ver a matéria no site fonte

Mais sobre - Botafogo